Skip to content

As células progenitoras e o desenvolvimento da terapia celular

jun 27 2012

Célula mesenquimal

Hoje estima-se que aproximadamente 600 mil unidades de células progenitoras de sangue de cordão umbilical estejam criopreservadas.

Desde a descoberta da presença de células progenitoras no sangue de cordão umbilical, em 1947, muito se descobriu sobre esse tecido e sua composição. Esse conhecimento acumulado levou ao primeiro transplante, na década de 80, e hoje estima-se que aproximadamente 600 mil unidades de células progenitoras de sangue de cordão umbilical estejam criopreservadas e armazenadas em todo mundo.

O sangue de cordão umbilical abriga uma série de células-tronco com importantes características biológicas. Destacam-se as células progenitoras hematopoéticas, responsáveis pela manutenção das populações do sangue e as principais responsáveis pela regeneração da medula óssea. Há também as células progenitoras endoteliais, responsáveis, principalmente, pela formação dos vasos sanguíneos do organismo. Essas células estão presentes numa concentração superior à da medula e sangue periférico e diversos estudos já demonstraram seu potencial para regeneração de membros comprometidos por problemas relacionados à má circulação.

A regeneração de tecidos ou mesmo de órgãos lesionados é um dos grandes temas da pesquisa atual. A medicina regenerativa busca soluções terapêuticas para o tratamento de doenças que acometem a população, reduzindo sua qualidade de vida de modo geral. Nesse sentido, as células-tronco mesenquimais se mostram proeminentes, pois são capazes de diferenciar-se em tecidos como osso, cartilagem, gordura, neurônios e músculos, além de desempenharem um importante papel na modulação do sistema imunológico, auxiliando na atenuação de quadros graves de rejeição pós-transplante. Essas células foram identificadas inicialmente na medula-óssea de adulto, mas também encontram-se no sangue do cordão umbilical e no tecido do cordão.

Certamente, o entendimento da Medicina sobre o potencial biológico das células-tronco presentes no sangue de cordão umbilical aumentou nos últimos 20 anos, expandido o número mundial de transplantes realizados e aumentando as possibilidades para o desenvolvimento de novas terapias que auxiliarão no tratamento de patologias diversas.

 Bruno Verbeno

Coordenador Científico do Criobanco



Comentários

  1. Mensagem gostaria de saber sobre tratamento da epidermólise bolhosa. Pois tenho duas filhas portadoras nos ajudem

    • admin julho 19, 2012

      Oi, Maria! Temos um material bem explicativo que pode ajuda-la. Há algumas opções de tratamento atual que podem dar mais esperança a quem tem a doença. Veja nesse link http://bit.ly/q1BWav

  2. joelma e emerson junho 11, 2013

    Mensagem Bom DIA , NOSSA FILHA ANGELICA TEM 4 ANOS, ELA NASCEU PERFEITA AOS 2 ANOS DE IDADE TEVE UMA CATAPORA QUE ESTOROU E SE COMPLICOU LEVANDO PARA UTI, NA CHEGADA DA AMBULANCIA UTI NO PATIO DO HOSPITAL O MEDICO DESLIGOU OS APARELHOS CHEGOU NA UTI DO 1 ANDAR TENDO UMA PARADA CARDIACA DE 6 MINUTO REVERTIDOS , FICOU INTERNADA POR UM MES EM COMA INDUZIDO TEVE QUE FAZER DIALIZE POIS O RIM NAO FUNCIONAVA ESTAVE TENDO FALENCIA MULTIPLAS DE ORGAOS DEUS LIBERTOU VEIO EM ESTADO VEGETATIVO USANDO SONDA PELO NARIZ PARA ALIMENTAÇAO DEUS LIBERTOU HOJE NAO USA REMEDIO NUNCA DEVE CONVULSAO EXERGA BEM OUVEBEM ESTA TENTANDO FALAR COLOCO EM PE TENDA ANDAR MAIS DA CINTURA PARA CIMA NAO CONSEGUE FIRMA PRINCIPALMENTO O PESCOÇO, MINHA SOBRINHA VAI TER UM FILHO AGORA EM SETEMBRO GOSTARIA DE SABER SOBRE A POSSIBILIDADE DE USAR O CORDAO UMBILICAL SE O SENHOR ME ASSESSORARIA FONE 41815141 ARISTON CARAPICUIBA SP ATENCIOSAMENTE MAE DA ANGELICA

    • admin junho 11, 2013

      Bom dia Joelma e Emerson,

      Primeiramente sentimos muito pela ocorrido com a Angélica. Vamos fazer um contato com vocês por e-mail.

      Atenciosamente,

      Equipe Criobanco

Adicione um Comentário para admin

Clique aqui para cancelar a resposta.

Required

Required

Optional


» Visite nosso website