Skip to content

Agarrei-me aos 90% de chance de cura

set 21 2012

“No final do ano passado, comecei ter uma sensação de cansaço e pensei que fosse algo simples. Cerca de dois meses depois, a garganta incomodava e notei algumas manchas no corpo. Fiz uma viagem e na volta percebi que eu estava ainda mais cansado e com sensação de que ia desmaiar. Fui levado para o hospital e constataram problemas na quantidade de plaquetas, o que me levou à internação. Nesse momento, um médico conversou com a minha esposa sobre histórico de doenças na família. Controlei-me, mas estava preocupado. Marquei uma consulta e fui diagnosticado com leucemia promielocítica aguda. Meu médico disse que eu tinha 90% de chance de cura e que era importante eu começar imediatamente o tratamento. Agarrei-me a esse percentual, à fé ao pensamento positivo. Mantive minha autoestima e contei com uma corrente de orações. Nesse contexto, minha família foi fundamental. Fui muito disciplinado com o tratamento e acredito que ter praticado esporte pode ter me ajudado a ficar mais forte para passar por essa etapa. Atualmente, estou no período de recuperação e está sendo ótimo, pois já estou em casa, liberado para comer tudo, fazer caminhadas leves, e ansioso para o final de novembro, quando poderei voltar à vida normal, ao trabalho e às aulas. Algo que a doença me ensinou foi curtir o dia de hoje, pois a qualquer momento você pode ser pego de surpresa. Por isso, vivo cada dia intensamente”.

 

Jorge Ferreira Alves, o Índio, técnico de futebol de areia da seleção brasileira. Ele pode iniciar o tratamento rapidamente, pois teve sua doença diagnosticada em tempo hábil pelo Criobanco, onde também realizou os exames de acompanhamento e recebeu transfusões de plaquetas (retirar o termo em vermelho, transfusões já é suficiente) como forma de terapia de suporte do serviço de Medicina Transfusional.   



Comentários

  1. Rose Magno outubro 15, 2012

    Amigo GUEIRREIRO esse Índio…
    AMIZADE… SER AMIGO … como você ÍNDIO
    Muitos são os amigos que vêm, mas poucos são os que ficam.
    Ser amigo não é estar presente em todos os momentos, mas fazer-se presente quando necessário.
    Ser amigo é se preocupar com o outro e não se importar em ouvir quando está pronto para sair ou quer ficar sozinho: “Vem aqui, por favor, estou precisando de você.” E ir mesmo com vontade de ficar, sem se arrepender disso.
    Ser amigo é ser a esperança de alguém, ser amigo é ser a luz, é ser o guia, o protetor de alguém. Para ser amigo tem que saber se doar e sentir a felicidade do reconhecimento do amigo, a felicidade do olhar terno e tímido, do abraço forte e agradecido.
    Ser amigo é sentir-se amado por amar e ser feliz com o amor de alguém.
    Ser amigo é começar ajudando e terminar sendo ajudado, porque amizade é uma troca.
    Ser amigo é ser o companheiro de alguém, é ser o que faltava para que tudo fosse perfeito.
    SER AMIGO… Amigo… de verdade…
    Você é único e só há um igual a você!!!
    Eu AMO tê-lo como meu AMIGO!!!
    Te Amo muito você e Lula viu?

Adicione um Comentário

Required

Required

Optional


» Visite nosso website